Para quem precisa de um “ombro amigo”, mas não sabe a quem recorrer na hora que a coisa aperta, basta pegar o telefone e discar três dígitos: 188. Este é o novo número do Centro de Valorização da Vida (CVV), que, a partir deste mês passa a atender de forma gratuita em todo o estado. A novidade começou a valer já no último domingo (01) e, além do Paraná, abrange a Bahia, o Maranhão e o Pará – únicos estados nos quais o serviço também ainda era pago.

Viabilizado em parceria com o Ministério da Saúde, o CVV presta apoio emocional de prevenção ao suicídio, por meio de 2.400 voluntários que atendem via telefone, e-mail, Skype e pessoalmente. O programa tem sedes espalhadas pelo Brasil e recebe mais de 7 mil ligações por dia em todo o território nacional. Na capital paranaense o serviço atende 2.500 pessoas por mês, porém, com a gratuidade do serviço, pode ser que esse número dobre. É o que diz o porta- voz e plantonista do CVV, Quintino D’Agostin. “Muita gente que precisava de ajuda não recorria ao serviço por não poder pagar o custo da ligação. Com o atendimento gratuito, a esperança é socorrer mais gente por meio do apoio emocional e preservar centenas de vidas que se sentem desamparadas”, afirma.

Outro fator que, segundo D’Agostin, deve ampliar ainda mais o número de atendimentos é o novo sistema de recepção de chamadas, que agora serão atendidas por voluntários a qualquer momento e em qualquer região do Brasil. “Antes as ligações eram atendidas por voluntários situados na mesma região de onde partia a chamada. Muitas vezes isso reduzia as chances de sucesso nos atendimentos. Agora, quem ligar, poderá ser atendido por um voluntário de São Paulo, do Mato Grosso ou de qualquer outro estado onde houver atendentes disponíveis”, ressalta.

Sobre o CVV

Fundado em 1962, o CVV presta serviço voluntário, gratuito e sigiloso de prevenção ao suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar nos momentos de angústia. O serviço funciona 24 horas por dia e pode ser solicitado via telefone (188), chat e e-mail com garantia de sigilo da identidade do solicitante. Atualmente existem 90 postos de atendimento em todo o país, com previsão de chegar aos 100 ainda este ano.

Veja mais informações no site do CVV!

Hora de recomeçar