Para o contribuinte que conta com os serviços do Detran, a notícia não é das melhores. O órgão continua operando com suas taxas reajustadas, apelidadas de “tarifaço”.

Isto porque uma decisão do presidente do TJ-PR, Miguel Kfouri Neto, cassou a liminar que suspendia o aumento das tarifas – que chegava até 271% -. A liminar havia sido colocada por deputados de oposição, alegando inconstitucionalidade da medida.

O governo estadual alegou, por sua vez, que tal cassação só poderia ser concedida por um colegiado de desembargadores. A decisão ocorre no dia 2 de março. Caso o tarifaço sja realmente barrado, o Detran vai ser obrigado a devolver o dinheiro de volta.