Com a piora dos números da pandemia do coronavírus no Paraná, prefeituras de municípios do Litoral já estudam retomar as barreiras nas rodovias, em pontos que dão acesso às cidades, para impedir a entrada de turistas. Decretos com medidas restritivas devem ser publicados pelas administrações locais até sábado (22). A informação é da Associação dos Municípios do Litoral do Paraná (Amlipa), que reúne as prefeituras de Paranaguá, Morretes, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina, Guaratuba e Guaraqueçaba.

+Leia mais! Concurso da Polícia Federal vai parar nos tribunais. STF julga adiamento da prova

A possibilidade de retomada das barreiras está atrelada também ao recente endurecimento das regras em Curitiba: na quarta-feira (19), entrou em vigor na capital o decreto 890/2021, que fecha supermercados e shoppings centers aos sábados e domingos e amplia o toque de recolher, das 21h às 5h. Para as prefeituras do Litoral, restrições em Curitiba costumam levar mais pessoas para o Litoral. Barreiras do tipo já foram experimentadas pelos municípios do Litoral entre março e abril, quando números da pandemia bateram recordes no Paraná.

“Anteriormente esperávamos maior circulação de pessoas durante o verão, mas na pandemia essas pessoas têm se mantido no Litoral e consequentemente esse aumento constante reflete diretamente no sistema de saúde dos municípios”, disse José Carlos Silva de Abreu, diretor da 1ª Regional de Saúde de Paranaguá, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

+Viu essa? Ministério da Saúde inclui mais doenças na lista de comorbidades para vacinação

Das 35 vagas de UTI reservadas para pacientes com Covid-19 no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, 30 estavam ocupadas nesta quarta-feira (19), segundo informe da Sesa.