De acordo com dados da Secretaria de Saúde de Londrina, até a última segunda-feira, 132.904 pessoas já haviam tomado a vacina contra a rubéola. Isso corresponde a 80% de londrinenses vacinados. O Ministério da Saúde (MS) estabeleceu ao município a meta de 95% da população entre 20 a 39 anos vacinada.

Para a diretora de epidemiologia da secretaria, Sônia Fernandes, o principal fator que prejudicou o não-cumprimento da meta foi a ausência da população nos postos de saúde.

“Muitas pessoas dizem que já foram vacinadas ou que estão sem tempo para se imunizar. Já fizemos mutirões em várias empresas, terminais de ônibus e universidades, mas sempre existe uma desculpa”, diz.

O foco da campanha agora é descobrir o motivo que afastou a população local. “Agora vamos tentar entender e trabalhar individualmente cada cidadão. Pretendemos abrir as Unidades Básicas de Saúde (UBS) durante o final de semana, aumentando assim o acesso das pessoas à vacina”, acrescenta Fernandes. Em Londrina, a campanha de vacinação contra a rubéola acontece até o dia 17 de outubro. Para se vacinar, basta ir a qualquer UBS no período das 8h às 17h.

Curitiba

Na capital, 93% da população entre 20 e 39 anos já foram vacinadas. A marca de Curitiba está 2% abaixo da estabelecida pelo MS, de 95%. De acordo com o Centro de Epidemiologia Municipal, 46.301 pessoas ainda não foram vacinadas. A população pode ter acesso à vacina em qualquer uma das unidades de saúde da cidade.