Um operador de impressão de 33 anos, morador do Jardim Belo Horizonte (região leste), é o primeiro paciente com dengue em Londrina confirmado em 2004. A informação foi divulgada ontem pelo secretário municipal da Saúde, Sílvio Fernandes. Segundo ele, a dengue é do tipo clássica e autóctone, ou seja, o vírus foi contraído dentro do próprio município.

O paciente começou a apresentar os sintomas da doença no dia 6 de janeiro, mas só procurou atendimento médico no dia 11, oportunidade em que foi feita a coleta de sangue para sorologia. A confirmação de que se tratava de dengue foi dada à secretaria ontem pelo laboratório do Hospital Universitário (HU), que é referência para os diagnósticos no município.

Segundo a gerente do setor de Epidemiologia da secretaria e coordenadora de combate à dengue em Londrina, Sônia Fernandes, assim que o paciente procurou atendimento, uma equipe de agentes já foi deslocada para sua residência e realizou os procedimentos de controle na região. No dia 12 de janeiro foi realizada inspeção na sua residência e nas moradias vizinhas, para o controle de focos do mosquito Aedes aegypt, transmissor da dengue.

Diante do resultado positivo divulgado ontem, uma equipe de 12 agentes de controle da dengue foi deslocada para o Jardim Belo Horizonte (localizado entre os conjuntos habitacionais Armindo Guazzi e Ernani Moura Lima), para realizar o trabalho de controle num raio de 300 metros da residência do paciente. O trabalho consiste em adentrar residência por residência para verificar e eliminar possíveis focos do mosquito transmissor e realizar a aplicação de inseticida com bomba costal.

Outra equipe de quatro agentes foi deslocada para a empresa em que o paciente trabalha (na região norte), para realizar inspeção no local. Segundo Sônia Fernandes, a empresa já passou por cinco inspeções desde o ano passado, não tendo sido em nenhuma oportunidade verificados focos no local. O mesmo trabalho, tanto no bairro quanto na empresa, será repetido na próxima segunda-feira.

Sônia Fernandes informou que este ano foram notificados, até ontem pela manhã, 162 casos suspeitos de dengue em Londrina. Muitos deles já foram descartados após a sorologia. Quanto ao paciente, o acompanhamento realizado desde o início já garantiu praticamente o fim dos sintomas. Ele, inclusive, está trabalhando normalmente na empresa.