A Prefeitura de Londrina, por meio do Programa Municipal de Economia Solidária, da Secretaria de Assistência Social, realiza nesta quinta-feira (28) e sexta-feira (29) um seminário de formação de gestores de políticas públicas em economia solidária. O evento, que também comemora o aniversário de três anos de atividades da economia solidária em Londrina, será das 8h às 18h, no Hotel Crystal Palace, na rua Quintino Bocaiúva, nº 15. O público alvo são trabalhadores e gestores representantes de entidades de apoio à economia solidária.

De acordo com a gerente do programa em Londrina, Sandra Nishimura, o seminário faz parte de um projeto de âmbito nacional de formação de gestores. No total, serão realizados 10 seminários em todo o Brasil, dois deles na região sul, sendo um Londrina e o outro em São Leopoldo (RS). Ao todo, participam do encontro em Londrina 108 gestores e trabalhadores de Ortigueira, Curitiba, Maringá, Ivaiporã, Palotina, Ibiporã, Cascavel, Jandaia do Sul, Paiçandu, Cambé, São João do Ivaí, Bom Sucesso e também do estado de Santa Catarina. 

As discussões do seminário serão divididas em três eixos fundamentais. O primeiro deles é “Economia solidária: características principais, avanços e desafios”. O segundo eixo trata da “Economia solidária como política e estratégica de desenvolvimento”. Por fim, o terceiro item discutido será “De políticas públicas de governo para políticas públicas – construindo a institucionalização da economia solidária”. 

Para conduzir o encontro, foram convidados quatro palestrantes: o chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes), Fernando Kleiman; o consultor do Instituto Inter-Americano de Cooperação para a Agricultura, Romeu Baptista Pereira de Lemos; o professor da Universidade de São Paulo (USP) Eduardo Lima Caldas; e Javier Walter Ghibaudi, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Também estarão presentes representantes do Fórum Paranaense de Economia Solidária.

Nova lei
       
encerramento do evento, que será às 17h no Centro Público de Economia Solidária, será sancionada a lei municipal que institui o Programa de Economia Solidária em Londrina. Segundo a gerente do programa, a lei é um reconhecimento aos trabalhos realizados desde 2005, quando foi criado o programa no município. “É a consolidação do direito dos trabalhadores de terem acesso às nossas ações. A lei propicia o desenvolvimento da economia solidária no campo da política pública”, analisou Sandra.

O projeto nacional de formação de gestores tem o apoio da Rede de Gestores de Políticas Públicas em Economia Solidária; da Senaes; da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (Coope) e UFRJ; da Fundação Universitária José Bonifácio; e Fundação Banco do Brasil. Em Londrina, o seminário tem o apoio do Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar) de Londrina.