Desde cedo as filas são longas. Esta
é no terminal do Santa Cândida.

Em dias de semana, quem passa pelos terminais de ônibus de Santa Cândida, Boa Vista e Cabral, zona Norte de Curitiba, costuma deparar com longas filas nos pontos e tubos dos ônibus que fazem a linha Santa Cândida-Capão Raso. Os usuários reclamam que os ônibus demoram e, quando chegam, geralmente estão lotados. “Como conseqüência, um grande número de pessoas fica parada nestes locais e acaba chegando atrasada ao local de trabalho”, comenta o usuário Gilmar Fontoura.

O problema se agrava das 7h30 às 8h30 e no fim da tarde, em horário de saída de serviço. “Às 19h, quando volto para casa, é uma tristeza. Já cheguei a ficar meia hora esperando ônibus. Eles até passam com certa freqüência, mas muitas vezes chegam tão lotados que não dá nem para entrar”, afirma a empregada doméstica Rosicléia Becker.

O comerciante Adalto Queiroz, que utiliza a linha quando tem consulta marcada com fisioterapeuta, diz que é muito difícil conseguir lugar para sentar. “Tenho problema de coluna e utilizo o ônibus quando vou fazer fisioterapia. Na grande maioria das vezes, faço o percurso de pé, pois é muito raro ter bancos vazios”, declara.

O mesmo diz a proprietária de uma loja de artesanato, Vianca Rocha da Luz, ela conta que pega ônibus com a filhinha de colo e, como dificilmente consegue achar um assento vazio, fica esperando que alguém se levante para ela sentar. “Geralmente sento, pois as pessoas vêem que eu estou com bebê nos braços e se levantam. Porém, muita gente tem que ficar de pé e dar um jeito de se equilibrar”.

Já a diarista Maria Sônia Alves Pires, conta que costuma sair meia hora mais cedo de casa para não chegar atrasada ao trabalho devido ao ônibus. Ela diz que o preço da tarifa, R$ 1,35, não corresponde à eficiência dos serviços prestados. “Por esse preço, deveríamos sempre conseguir sentar e não ficar mais do que dez minutos esperando um ônibus. Acho que deveriam colocar mais ônibus na linha Santa Cândida-Capão Raso, pois muita gente a utiliza”.

Urbs

Segundo a Urbs, que gerencia o transporte coletivo na Grande Curitiba, nenhuma reclamação referente à linha Santa Cândida ao Capão Raso foi recebida pelo número 156. A empresa informa que, nos meses de março e agosto, são feitas avaliações de todas as linhas. Porém, se alguém ligar em outros meses para reclamar, uma equipe de fiscalização é acionada. Na seqüência, são feitas as devidas correções.