A situação veio à tona mais uma vez esta semana, depois que se espalhou pelo Facebook o relato do jovem que no domingo estava no biarticulado Pinheirinho-Rui Barbosa quando o motorista teria se recusado a parar o ônibus depois que uma mãe notou que um de seus filhos havia ficado na estação-tubo.

“A mãe entra em desespero. Logo, eu, meu amigo e outras pessoas nos manifestamos solicitando que o motorista parasse. O condutor ignorou o pedido, agindo de forma grosseira quando questionamos se ele não tinha família, respondendo da seguinte forma: “Tenho, mas a dela que se dane, vem aqui dirigir; você não é o bom?’”, descreveu o rapaz na rede social. O texto, que recebeu mais de 17 mil compartilhamentos, diz ainda que o motorista chamou os jovens para briga, mas retornou à estação-tubo na Praça Rui Barbosa para que a mãe encontrasse a filha.

Advertência

Em relação a este episódio, a assessoria de imprensa da Urbs afirmou que a empresa foi comunicada e o motorista recebeu advertência por escrito. De acordo com o órgão, a ocasião não permitia que o veículo voltasse de ré ao ponto de ônibus, mas que a atitude correta do motorista seria atender a passageira e oferecer a possibilidade de descer pela porta de emergência ou desembarcar na próxima estação.