Mais de 500 ciclistas participam do Dia Mundial Sem Carro, nesta quinta-feira (22), em Curitiba, com a Marcha das Mil Bicicletas. Eles percorrerão várias ruas do centro da capital até o Centro Cívico. No percurso, farão várias manifestações e entregarão folhetos à população sobre o respeito ao ciclista e a relação carro-bicicleta. Performances com as bicicletas em forma de mandala também serão realizadas nas ruas.

O ciclista e coordenador do Programa Ciclovida da Universidade Federal do Paraná (UFPR), José Carlos Belotto, afirma que o movimento tem o objetivo de levar a população à reflexão sobre o uso da bicicleta como alternativa de transporte.

A ciclista e jornalista Anaterra Viana acha que a bicicleta deve ser vista como um meio de transporte porque “o trânsito está um caos”. Segundo a ciclista, é preciso fazer mais ciclovias para a circulação de bicicletas em Curitiba.

A Marcha das Mil Bicicletas é promovida pelo movimento Bicicletada, de Curitiba. O movimento existe em várias cidades do mundo e surgiu há sete anos na capital, com o objetivo de reivindicar mais espaço para as bicicletas nas cidades.