O Encontro Estadual das Mulheres Trabalhadoras do Paraná reuniu ontem cerca de três mil pessoas, na Praça Santos Andrade, de acordo com agentes da Urbs. Ao som de “a nossa luta é por respeito”, as coordenadoras da mobilização destacaram que a comemoração ao Dia Internacional da Mulher representa a busca constante por maior valorização.

Organizado por diversas entidades, a mobilização teve como objetivo mostrar à sociedade o quanto as mulheres se sentem indignadas com a violência doméstica e discriminação. “Nossa realidade precisa ser transformada. Ainda somos tratadas de forma diferente em muitos setores trabalhistas onde os homens são considerados superiores”, explica a integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e uma das coordenadoras do encontro, Salete Mariani.

Compromisso

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP), Marlei Fernandes, os professores têm compromisso histórico com a data, já que a categoria há muito tempo luta por melhores condições de trabalho. “Quando falamos em educação de qualidade, nos referimos a melhorias no trabalho desempenhado por 90% de mulheres”, informa.

Veja na galeria de fotos a passeata.