O Hospital e Maternidade do Bairro Novo reabriu para o público nesta sexta-feira (08), após o período de uma semana para a transição da gestão. A administração, antes a cargo da Sociedade Evangélica Beneficente, agora está sob a responsabilidade da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde (FEAES). Com uma nova equipe, formada por cerca de 150 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, psicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta e equipe administrativa, a unidade reabre preparada para se transformar no Instituto da Mulher de Curitiba.

“É uma nova fase, que será marcada pela busca por mais qualidade na assistência ao parto humanizado”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Adriano Massuda. Eleinformou que equipamentos que estavam com defeito, como ultrassom, foram substituídos, as escalas médicas estão preenchidas e o hospital está abastecido com medicamentos e insumos hospitalares.

A diretora-geral do Hospital e Maternidade Bairro Novo, Tereza Kindra, explicou que a previsão, inicialmente, é manter a média mensal de atendimentos a casos de baixo risco, que é de cerca de 260 internações – entre partos normais, cesáreas e outras intercorrências obstétricas. Além disso, são realizadas uma média de dez consultas de emergência diariamente. “Vamos seguir a mesma filosofia adotada no Hospital do Idoso Zilda Arns, com compromisso com o atendimento humanizado e o cumprimento das metas internacionais”, comentou a diretora.