A intolerância tem ganhado proporções assustadoras com o aumento da tensão que envolve todas as notícias relacionadas à pandemia da covid-19. O médico infectologista de Toledo, região Oeste do Paraná, José Eduardo Panini, surpreendeu ao postar um autoretrato no seu perfil do instagram com o rosto todo machucado.

Segundo ele, as feridas foram causadas por “pessoas próximas” após ele se manifestar favorável às medidas de restrição de circulação decretadas pelo Governo do Paraná na última sexta-feira. “Após horas de reunião para determinar o que seria ou não fechado, baseado num decreto do estado do Paraná. Já deixo claro que baseado nos números não á mais nada o que fazer, senão as coisas só piorarão”.

+ Leia mais: Sete cidades do Paraná, incluindo Curitiba, pretendem comprar vacina por conta própria

Em seguida, ele diz que que “ao alertar os riscos a pessoas conhecidas, a resposta que me foi dada foram chutes e socos. Enquanto um me segurava o outro me agredia. Enfim, pessoas assim que ajudaram a situação a chegar onde está”, desabafou. Mesmo assim, ele garantiu que o desânimo não será grande o suficiente para seguir na batalha pelo fim da pandemia. “Aos trabalhadores da saúde, muita força!”.

Amigos e seguidores se manifestaram em apoio ao profissional na postagem. “A que ponto chegamos?! Pessoas agredindo àqueles que estão, literalmente, dando a vida ao próximo. Agora os profissionais da saúde são os culpados pela irresponsabilidade alheia?!? Era só o que faltava! Sinto mto pelo ocorrido, meu amigo! Força sempre!”, disse Daniel Vidal Vieira.

+ Veja também: Em dois dias, Curitiba registra mais 1.697 novos casos e 21 mortes de coronavírus

“Socorroooo! Inacreditável!!! Que triste ver esse post. Um homem de família, profissional que salva nossas vidas e cuida da nossa saúde ser maltratado dessa forma! Que triste!!! Como explicar isso pra sua filha?? Eu desejo força pra vocês. Que Deus te mantenha saudável e lúcido pra conseguir combater essa vírus e a crueldade humana a qual foi exposto! Força @joseeduardopanini”, disse Mônica Cogo

Atualização da covid-19

O Paraná confirmou nesta segunda-feira (1º) mais 3.196 casos de coronavírus e 17 mortes causadas pela covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e elevam os números totais da pandemia, desde março do ano passado, para 645.621 ocorrências de infecção pelo Sars-CoV-2 e 11.598 óbitos decorrentes da doença.

Já são consideradas recuperadas da enfermidade 554.587 pessoas; por outro lado, ainda há 16.325 pacientes aguardando resultados de testes de coronavírus que estão nos laboratórios.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Dr Jose Eduardo Mainart Panini (@joseeduardopanini)