Tiveram início ontem de manhã as obras de reforma do Mercado Municipal de Curitiba, inaugurado em 1958. A reforma é uma solicitação antiga de comerciantes e clientes, que se queixavam que o local estava com uma aparência ruim e com parte da infra-estrutura comprometida.

Segundo a Prefeitura, o lugar receberá piso antiderrapante, central de gás, melhor ventilação, novo sistema de drenagem, tubulações de água, telefonia e rede elétrica. A previsão é que as obras terminem até o Natal. No total, deverá ser gasto R$ 1,7 milhão.

O diretor das unidades de abastecimento da Secretaria Municipal do Abastecimento de Curitiba, Pita Braga Corte, diz que o mercado continuará funcionando normalmente. Para evitar maiores transtornos tanto aos clientes quanto aos próprios comerciantes, as cem bancas de hortigranjeiros e frutas serão transferidas para o estacionamento da Rua da Paz. Já 34 das 94 lojas irão para outros pontos dentro do próprio mercado. “população poderá continuar fazendo suas compras normalmente. O mercado não ficará fechado durante as obras”, garante Pita.

Comerciantes

A maioria dos comerciantes em atividade no mercado está feliz com a reforma e parece não se importar com os transtornos causados pelas obras. “No começo é um pouco difícil, mas depois damos um jeito e nos habituamos. Sabemos que a reforma é para nosso próprio bem”, afirma o vendedor de hortigranjeiros Edivaldo Pereira Duarte.

A comerciante Elci Cardoso Vieira, que vende cereais, diz que não se importa em ter que transferir sua barraca para o estacionamento de veículos, “pois há muito tempo o mercado estava precisando de uma reforma”. Ela diz que o lugar tem clientes fiéis, que não vão sumir no período de obras. “Acredito que não vamos perder clientes durante a reforma. Apesar dos pequenos transtornos, eles vão continuar sendo bem atendidos e encontrando os produtos que precisam”.

Já Adônis Martins, que comercializa frutas e verduras, acha que, com as obras concluídas, a quantidade de fregueses vai aumentar. “Após a reforma, mais gente vai comprar no mercado. Teremos condições de dar um atendimento ainda melhor e todos vão ficar bastante satisfeitos” diz.

O horário de funcionamento do mercado continua o mesmo: das 6h às 18h de terça-feira a Sábado, das 7h às 12h aos domingos e das 6h às 14h nas segundas-feiras.