A poucos dias do Natal e do Ano-Novo, muita gente tem recorrido ao Mercado Municipal, em Curitiba, para encontrar produtos necessários à composição das ceias. Além das tradicionais castanhas, nozes e frutas secas, é possível encontrar uma variedade grande de produtos exóticos, geralmente não encontrados em mercados comuns.

Nesta época, uma iguaria bastante procurada é a uva em rama argentina. No boxe do comerciante José Augusto Manfio, que trabalha há dois anos no Mercado Municipal, ela é vendida a R$ 10,00 o quilo. "A uva em rama argentina só é encontrada em época de Natal. Ela tem validade de seis meses e é muito usada para degustação e decoração de mesa", afirma José.

No mesmo boxe também é possível encontrar figo seco turco, vendido a R$ 3,50 o pacote de 250 gramas, e a raiz forte crem. Ambos são considerados especiarias exóticas e bastante saborosas. "O figo seco é muito gostoso. Ele não tem açúcar e é bastante utilizado em pratos típicos árabes. Já a crem é muito usada para temperar carne de porco, mas também pode ser colocada em arroz e saladas", explica.

Para a confecção de biscoitos natalinos, bolos e pães de mel, as donas-de-casa costumam procurar por um tempero – já conhecido como "tempero de Natal" – à base de cardamomo, cravo, canela, noz moscada e outras especiarias. Ele pode ser encontrado no boxe da comerciante Elci Cardoso Vieira, que há vinte anos atua no Mercado. "Também vendemos apenas o cardamomo (15 gramas por R$ 4), um tempero muito utilizado em pratos indianos salgados e doces e em carnes", comenta.

O bacalhau é típico desta época do ano e considerado um prato fino na composição das ceias de Natal e réveillon. No Mercado Municipal, é possível encontrá-lo em grande variedade. "Tem o bacalhau Porto (em média R$ 45,00 o quilo), o Ling (cerca de R$ 35,00 o quilo), o Saithe (cerca de R$ 26,00 o quilo) e o Zarbo (cerca de R$ 30,00 o quilo). Eles têm diferenças na textura da carne, sendo alguns mais fibrosos, em camadas ou desfiados", explica o funcionário de um boxe no Mercado, João Carlos Ribeiro. "Alguns são muito indicados para bolinhos, outros para bacalhoadas."

Clientes

Os clientes do Mercado Municipal apreciam a variedade de produtos e valorizam o fato de poderem comprar especiarias diferenciadas em um mesmo local. "Procuro o Mercado Municipal principalmente para comprar produtos japoneses. Gosto muito do lugar, pois sempre encontro tudo o que preciso, posso fazer um lanche e ainda passear", declara.

O administrador Jorge Atala Neto tem como hobby cozinhar para os familiares. Quase todos os sábados ele visita o Mercado. "Curitiba não tem outro lugar igual. O número de boxe com produtos diferenciados é muito grande", comenta.