Técnicos do Ministério da Saúde reuniram-se nesta segunda-feira (7) com representantes da Secretaria Estadual e Municipal de Saúde de Curitiba para iniciar investigação dos casos de Micobactérias de Crescimento Rápido (MCR) que ocorreram no município de Curitiba. Ao todo foram notificados 55 casos e, destes, 19 foram confirmados. Os técnicos fazem parte do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (Episus) e a visita foi solicitada pelas duas Secretarias de Saúde.

O microorganismo Mycobacterium está contaminando parte dos pacientes que se submeteram a cirurgias videoscópicas em 2007, em cidades de 14 dos 27 Estados brasileiros.

Nesta reunião foram discutidos as diretrizes e critérios para continuidade das investigações com o intuito de se avaliar o motivo das ocorrências dos casos e tomar as medidas necessárias para evitar novos casos no município, ou que se dissemine pelo Estado. ?A reunião com o Ministério da Saúde foi bem produtiva. As Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica continuarão com o trabalho de divulgação aos hospitais e profissionais de saúde para que qualquer caso suspeito seja imediatamente notificado, conforme as orientações encaminhadas pela Secretaria de Estado da Saúde?, disse a chefe do Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde, Maria Aída Meda.

Em outros municípios do Estado não houve notificação de casos desta micobactéria, mas para alertar os profissionais de saúde sobre a ocorrência desta doença a Secretaria de Saúde disponibilizou para as 22 Regionais de Saúde e municípios, bem como a todos os hospitais e órgãos afins uma nota técnica com informações de como proceder para os cuidados e notificações de casos.

A nota técnica pode ser acessada na página da Secretaria de Estado da Saúde no endereço www.saude.pr.gov.br