O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kassio Nunes Marques concedeu nesta tarde de quinta-feira (02) liminar para que Fernando Francischini (União) retome seu mandato na Assembleia Legislativa do Paraná.

O deputado Francischini foi cassado em outubro do ano passado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder público e uso indevido dos meios de comunicação por espalhar notícia falsa sobre as urnas eletrônicas no dia das eleições de 2018. Ele gravou um vídeo e publicou nas redes sociais dizendo que as urnas eletrônicas de Curitiba não estavam registrando votos ao candidato Jair Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM:

>> Eleição para presidente decidida no 1º turno em 2022? Saiba a chance de isso acontecer

>> Nível de três reservatórios passam de 100% com chuvas prolongadas na Grande Curitiba

Desde a decisão do TSE, Francischini recorreu ao Supremo e conseguiu decisão favorável do ministro Nunes Marques, um dos dois ministros indicados por Bolsonaro ao STF e o único que votou contra a prisão do deputado federal Daniel Silveira.

Confira a notícia completa no blog de Roger Pereira, na Gazeta do Povo.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”