Natural de Sarandi, no Noroeste do Paraná, a estudante de biomedicina Brenda Silva, de 20 anos, perdeu a sua coroa de Miss nesta quinta-feira (05). Ao anunciar em seu perfil no Instagram que está grávida de 8 semanas do seu namorado Pedro Henrique a jovem “explodiu” de felicidade, já que ser mãe era um sonho desde sempre. Contudo, ela mesmo informou que deixa de ser miss imediatamente.

+ Leia mais: Sol vai durar pouco; Curitiba tem alerta laranja de tempestade para sábado

Isso porque de acordo com as regras do concurso, as misses não podem engravidar nem serem casadas. A regra bastante antiquada era conhecida pela jovem, que mostrou-se conformada com ela. “Muita gente tá falando e julgando as regras do concurso. Mas gente, regras são para serem seguidas. Regras existem em muitas cosias na vida. Jamais quero desmerecer o concurso ou dizer algo do tipo, mostrar ingratidão. Não deveria ser assim. Eu participei ciente desta regra. É uma regra de anos, que nunca será mudada”, desabafou.

+ Veja também: Grave acidente com trem no Cajuru arranca caminhão de carreta

Ela ainda mostrou bastante maturidade e pediu para seus seguidores da rede social não voltarem ao assunto. “Meu coração tá em paz. Descumpri a regra, mas isso veio para o bem. Não quero que ninguém fique levando esse assunto pra frente”, falou.

Veja o vídeo que ela postou anunciando a gravidez.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Brenda Silva (@brenda_bnrdo)

A jovem comemorou a conquista fazendo um bolo de cenoura, compartilhando o resultado com seus seguidores. “Estou de 8 semanas. Descobri com seis, mas esperei um pouco porque tinha muita coisa na cabeça. Foi um susto, mas estou muito feliz, vocês não fazem ideia. Estou muito grata”.

Quem deve assumir a coroa é a segunda colocada, miss Palmital, Milena Goes. A reportagem entrou em contato com a organização do Miss Paraná, mas não obteve retorno.

Enquete!

Muitos comentários na postagem da jovem questionam a regra do concurso que destronou Brenda do seu posto de Miss Paraná. E você, o que acha? É uam regra machistas? Você concorda com ela?