O empresário e ilustrador José Henrique Castro Alves morreu ontem em decorrência de um câncer no pulmão, doença com a qual sofria há cerca de um ano.

Entre os trabalhos idealizados por ele destacam-se os personagens que protagonizaram o suplemento infantil O Estadinho, de O Estado do Paraná, durante seu maior período de veiculação.

Castro Alves, que completaria 65 anos hoje, morreu após 12 dias de internamento no Hospital Pilar, em Curitiba. Desde a tarde de ontem, o corpo do ilustrador está sendo velado na capela do Cemitério Luterano, no bairro Alto da Glória, na capital. O sepultamento está previsto para as 9h de hoje, no mesmo local.

Castro Alves foi o autor da Turma do Buba, além das animadas colunas do Professor Querubim. “O sonho dele era levar a Turma do Buba para a televisão”, revela a filha, Márcia Vieira. “Ele não criava os personagens e os brilhantes comerciais simplesmente por dinheiro. Ele adorava o que fazia”, atesta.

Também profissional de marketing, Castro Alves atuou na agência de propaganda do Grupo Hermes Macedo, sendo responsável por uma série de comerciais para a TV.

Extremamente criativo, o ilustrador criou diversas logomarcas conhecidas da sociedade paranaense: desde o “cavalo alado” da TV Iguaçu até o popular mascote do escudo do time de futebol Malutrom, hoje J. Malucelli.

Na área de marketing, Castro Alves atuou na Financeira Paraná, hoje Paraná Banco, do Grupo J. Malucelli. “Ele nos deixou uma imagem muito positiva quando colaborou conosco há dez anos”, comenta o empresário Joel Malucelli, presidente do Grupo J. Malucelli e um dos fundadores do antigo Malutrom.

Segundo Malucelli, a logomarca criada por Alves para o time será preservada pela equipe de masters, mesmo com a mudança de nome do clube. A maior parte da vida profissional de Castro Alves se deu na televisão.

O empresário atuou na TV Iguaçu, no Canal 12 e na TV Bandeirantes. Além de um legado de criações e figuras de arte, o ilustrador deixa quatro filhos, 11 netos e dois bisnetos.