A desatenção de um motorista e a alta velocidade de outro causaram um grave acidente, na esquina das ruas Desembargador Motta e Princesa Izabel, no Bigorrilho, na noite de ontem. Os dois carros bateram e um capotou, deixando três vítimas graves, uma delas uma criança, que estaria sem cinto de segurança, no banco de trás.

A pancada ocorreu por volta das 19h. Diego Jukinieski passou pelo local, segundos após a batida, e parou para ajudar as vítimas. De acordo com ele, a Meriva placa AVD-1937 descia a Princesa Izabel e furou a preferencial. O Audi A3 placa DEH-1221, que vinha pela Desembargador Motta, bateu na Meriva, que capotou e deixou a motorista enclausurada. Os bombeiros precisaram cortar o teto do veículo para tirá-la. Ela e outra mulher, que estava no banco de trás, foram socorridas em estado grave, mas sem risco de morte, e levadas ao Hospital Evangélico.

Um garoto, de 8 anos, que estava na Meriva, foi ejetado do carro e ficou gravemente ferido. O tenente Latuf, do Corpo de Bombeiros, apurou que a criança estava solta no banco de trás. O menino teve traumatismo craniano e foi levado com risco de morte ao mesmo hospital.

Após a pancada, o motorista do Audi desapareceu. Para policiais militares do Batalhão de Trânsito (BPTran), o condutor estaria em altíssima velocidade, já que, no asfalto, ficou a marca de 35 metros de frenagem. Quando a polícia chegou, testemunhas apontaram indicaram quem seria o condutor do A3, camuflado entre os curiosos. O rapaz foi colocado na viatura do BPTran, mas alegou que, apesar de ser o dono do carro, outra pessoa o dirigia. No entanto, não apontou o nome do suposto condutor.

Providências

Cícero Pelissari Procópio, dono de uma panificadora na esquina da pancada, mostrou um documento que enviou à prefeitura, com cerca de 300 assinaturas de moradores e comerciantes próximos, pedindo providências em relação a esquina. Ele diz que, a cada semana, pelo menos um acidente ocorre no local. Na opinião dele, um sinaleiro resolveria o problema. Ele explica que, seis quadras antes do cruzamento, a Rua Princesa Izabel é uma via preferencial. Quando chegam na Rua Desembargador Motta, os motoristas não percebem a sinalização de “Pare”.

Veja na galeria de fotos e vídeo o acidente.