O motorista que conduzia o ônibus que tombou e despencou da pista no km 668, na BR 376, no litoral do Paraná, na manhã desta segunda-feira (25), foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil de Guaratuba para prestar depoimento. Ainda não há informações sobre como ocorreu o acidente que matou aos 19 pessoas (O número repassado pelas autoridades foi ajustado de 21 pra 19 após recontagem do IML) e feriu outras 26. As vítimas graves estão sendo encaminhadas para hospitais em Curitiba e Joinville em helicópteros.

LEIA TAMBÉMVídeo! Vítimas de grave acidente na BR-376 começam a chegar em Curitiba pra atendimento

O capitão Ícaro Greinert do Corpo de Bombeiros relatou em entrevista para o jornal Meio Dia Paraná, da RPC que o acidente poderia ter sido pior e que ainda não sabe explicar os motivos do ocorrido. “O acidente foi sozinho e não tem como falar se ocorreu uma falha mecânica. Caiu na ribanceira, mas felizmente, não caiu rio abaixo que fica 50 metros da queda que poderia aumentar o número de óbitos. O motorista está ileso e foi encaminhado para delegacia para relatar o que aconteceu”, disse Ícaro.

O ônibus de turismo tinha cerca de 54 ocupantes, 52 passageiros e 2 motoristas, seguia para Balneário Camboriú e São José (SC), e vinha de Ananindeua (PA). Equipes em caminhões de Combate a Incêndio e Resgate do Corpo de Bombeiros do PR, ambulâncias do Corpo de Bombeiros do Paraná e Santa Catarina, viaturas de Busca e Salvamento dos Bombeiros, carros da concessionária Litoral Sul, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e aeronaves da Polícia Militar do Paraná e Santa Catarina estão no local.