Motoristas brasileiros têm enfrentado filas para abastecer seus veículos em Porto Iguaçu, cidade argentina que é ligada ao Brasil por Foz do Iguaçu, no Paraná. De acordo com a emissora paranaense RPC, o preço da gasolina do outro lado da fronteira é metade do encontrado nos postos brasileiros.

Consumidores informaram ao canal que o litro da gasolina estava custando cerca de R$ 3,10. Em Foz, o preço médio é de R$ 6,14, segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP). No Brasil, a gasolina aumentou 73,4% desde o início do ano.

LEIA TAMBÉM:

>> “Com certeza serão excluídos da PM”, diz advogado de vítimas agredidas em Curitiba

>> Cassino em Curitiba é fechado após apreensão de mais de 50 caça-níqueis

Na Argentina, porém, o aumento do preço dos combustíveis neste ano foi menor do que a inflação acumulada. A gasolina, por exemplo, está com o preço congelado desde maio, segundo informou o jornal argentino La Nacion. A diretoria da YPF, estatal petrolífera da Argentina, prometeu que não haverá aumentos de preço até o fim do ano. A desvalorização do peso argentino também torna o preço mais atrativo para os brasileiros.

Motoristas paraguaios também estão indo para a Argentina para encher o tanque. Para entrar no país, os estrangeiros precisam comprovar vacinação e fazer um teste de Covid-19 na aduana argentina.

Web Stories

Novidades!

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Boooooo!

Halloween: veja como fazer uma abóbora, maquiagem e fantasias para a festa

Carinha de Anjo

Flávio diz para Murilo que sabe aonde está sua filha

Boa sorte!

Confira o resultado da Mega, Quina, Lotofácil e loterias de sábado