Em assembleia realizada ao meio-dia desta quinta-feira (27), os motoristas e cobradores de Curitiba e da Rede Integrada de Transporte (RIT) aceitaram a proposta de reajuste salarial feita ontem pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

A proposta da Justiça, aprovada por unanimidade pela categoria, sugere um aumento de 10,5%, mais um abono de R$ 300,00 e aumento de R$ 300,00 para R$ 400,00 no vale alimentação. Contudo, a greve ainda não está encerrada.

Isso porque é preciso que as empresas que operam o transporte público também aceitem a proposta. Nesta tarde haverá uma nova reunião, na sede do TRT, envolvendo representantes das empresas, dos trabalhadores e da Prefeitura de Curitiba, para tentar um acordo para por fim à greve.