Foto: Reprodução/PRF
Foto: Reprodução/PRF

O feriado do Dia do Trabalhador foi violento nas rodovias federais que cortam o Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registradas 11 mortes entre a sexta (27) e a terça-feira (1°). Ao todo, foram 109 acidentes que resultaram também em 120 feridos. E, como já é de costume em feriados prolongados, o excesso de velocidade foi mais uma vez um dos grandes responsáveis pelas ocorrências. Não por acaso, a PRF flagrou mais de 11 mil veículos trafegando acima dos limites das rodovias.

E o que mais chamou a atenção dentro dessa estatística foram os carros de luxo que abusaram da velocidade. Na região Oeste, entre Santa Tereza do Oeste e Cascavel, um carro da marca Mercedes foi autuado por estar a 178 km/h em um trecho da BR-163 em que a velocidade máxima é de 110 km/h. Já em Ponta Grossa, na BR-376, um Porsche foi flagrado a 170 km/h.

O pé pesado no acelerador é, segundo a PRF, uma das principais causas dos acidentes registrados no feriado. De acordo com a polícia, todos os óbitos foram registrados em trechos de pista seca e a sua grande maioria em retas de pista dupla. Foram seis ocorrências dentro desse cenário.

Além das 11 mil multas por excesso de velocidade, as estradas federais ainda tiveram 589 casos de ultrapassagem proibida e 92 flagrantes de embriaguez. Ao todo, 258 veículos foram recolhidos aos pátrios da PRF.

https://tribunapr.uol.com.br/noticias/curitiba-regiao/milhares-se-reunem-em-vigilia-por-lula-na-pf-feriado-e-de-manifestacoes/