O Ministério da Infraestrutura publicou nesta quinta-feira (12) uma portaria estabelecendo a diretriz de política pública para isenção da cobrança de pedágio para as motocicletas, dentro dos novos projetos de concessão das rodovias federais que se encontram em fase interna de licitação.

LEIA TAMBÉM:

> Pedágio pode ficar mais de seis meses sem cobrança de tarifa nas rodovias do Paraná

> Operação derruba esquema bilionário no ramo do café no Paraná

> Pedágio no Paraná deve contar com “rodovias que perdoam” nas licitações, para evitar acidentes e mortes

A isenção de tarifas para motociclistas era uma das promessas do presidente Jair Bolsonaro. Com a nova diretriz, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) deverá adotar as providências necessárias, em especial quanto aos ajustes nos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) dos projetos. A medida pode fazer com que o valor das tarifas de pedágio para outras categorias de veículos tenha um aumento de até 5%.

Segundo a portaria, publicada no Diário Oficial, os trechos rodoviários onde a isenção da tarifa de pedágio será válida aos motociclistas são:

  • BR-116/101/RJ/SP
  • BR-381/262/MG/ES
  • BR-116/465/493/RJ/MG
  • Lotes em estruturação pelo BNDES
  • BR-040/495/MG/RJ
  • BR-040/DF/GO/MG (Relicitação)
  • BR-158/155/MT/PA
  • BR-135/316/MA
  • BR-163/267/MS (Relicitação)
  • BR-060/153/262/DF/GO/MG (Relicitação)

Web Stories

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz vai saber dizer!

Malhação Sonhos

Nat impede que Duca enfrente Lobão

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba