O Ministério Público (MP-PR) solicitou estudos ao governo sobre a viabilidade da construção de ponte ligando Matinhos e Guaratuba. A ação civil pública foi ajuizada pela 1.ª Promotoria de Justiça de Guaratuba e o pedido feito em caráter liminar ainda será avaliado pela Justiça. O governo informou que os estudos começaram em junho.

Para a promotora de Justiça substituta Ana Claudia Luvizotto Bergo, a iniciativa atende antiga reivindicação da população local, que já organizou diversas manifestações e pedidos para a construção da ponte. “O Estado foi obrigado a realizar pelo menos os estudos e nem isso foi feito”, afirma a promotora, se referindo à Constituição do Paraná, de 1989, que determinou a construção da ponte pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER). “O ferryboat não aguenta mais o fluxo. É preciso entender que a região não é mais apenas turística e isso pode estar inviabilizando o desenvolvimento”, avalia.

Em nota, o governo informou que “iniciou em junho os estudos para a construção da ponte de Guaratuba/Matinhos. Em breve, lança edital para construção e exploração da ponte, por meio de parceria público-privada” e a empresa vencedora ficará responsável pelos estudos de viabilidade econômica, ambiental e técnica. O documento afirma ainda que o governo vem acatando as sugestões do MP.