A assessoria do Banco do Brasil informou nesta quarta-feira (25) que quatro agências no Paraná tiveram problemas no atendimento devido ao protesto de sem-terra que ocorre em 14 municípios do Estado. Cerca de 5 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) estão acampados em frente a agências do banco para fazer reivindicações. Nas outras agências não houve nenhum problema.

Os sem-terra pedem liberação de crédito, renegociação das dívidas, infra-estrutura para os assentamentos e recursos para a educação. Segundo um dos líderes do movimento no Estado, José Damasceno, na Conab eles conseguiram a promessa de que serão liberadas, de forma emergencial, 3,5 mil cestas básicas, além de óleo diesel para transporte. A mobilização dos sem-terra deve continuar até sexta-feira.

Outro grupo, com aproximadamente 200 pessoas, está dentro da sede da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Apucarana, no norte do Estado, e outras 100 pessoas decidiram fazer uma manifestação em frente ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Curitiba.