As mudas de “Araucária caiová”, uma variedade de pinheiro que produz pinhões maiores dos que a média, que foram plantadas em julho, pela equipe da Pós-Graduação em Produção Vegetal da Universidade Federal do Paraná, serão disponibilizadas para a comunidade quarta e quinta feira (12 e 13), das 8h30min às 12h e das 14h às 17 horas, no Setor de Ciências Agrárias, Rua dos Funcionários, 1540.

São em torno de 10 mil mudas e cada interessado poderá adquirir ao preço de R$ 1,00 até o máximo de 200 plantas. Além da variedade caoivá, a equipe estará disponibilizando em torno de mil mudas, resultado dos cruzamentos  dirigidos realizados  pelo grupo do pesquisador Flávio Zanette. O objetivo do programa é fomentar o plantio de araucárias para a produção de pinhões voltados ao consumo humano e conseqüente preservação da espécie.

Este projeto já atingiu mais de 700 plantios em diferentes locais do sul do País com mais de sete mil mudas. Ao adquirir as plantas a equipe de pesquisadores dará instruções de como deve ser feito o plantio para a produção precoce de pinhões. A estimativa é que em torno de 10 a 12 anos as árvores plantadas agora estarão produzindo. Num plantio para reflorestamento a produção ocorre após 15 anos.