Uma ex-funcionária de um pet shop em Curitiba terá de indenizar em R$ 4mil os ex-patrões após difamá-los em redes sociais. De acordo com eles, após a rescisão do contrato de trabalho, a mulher começou a ofendê-los no Orkut, usando adjetivos como “gordo” e “corna”.

Em conversa com um colega de trabalho, ela afirmou que faltava o trabalho, justificando estar doente. Além disso, o conteúdo dessas conversas comprova também atos de maus tratos contra animais levados ao pet shop. “Bicudava (sic) aquelas cadelas malditas, erguia no chute, elas tinham muito medo de mim”, afirma a acusada em conversa pela internet com uma amiga.

Tentando safar-se da acusação, ela diz que não há nominação dos ex-patrões, no entanto, o juiz que cuida do caso afirmou que o contexto do conteúdo deixa claro a que estão atribuídos os palavrões. Ainda cabe recurso por parte da ex-funcionária.