O Dia de Finados teve intenso movimento nos cemitérios de Curitiba. De acordo com a prefeitura, durante todo o dia de ontem cerca de 60 mil pessoas visitaram os quatro cemitérios municipais – Água Verde, Boqueirão, Santa Cândida e São Francisco – para prestar homenagem aos amigos e parentes mortos.

No Cemitério Municipal do Água Verde, a movimentação começou cedo. Henriqueta Soares Cunha veio visitar o túmulo do irmão, morto há 10 anos. “É um momento para nós relembrarmos os bons momentos que vivemos com ele e fazer uma homenagem. É um dia de memória e para a reflexão sobre a vida e a morte”, disse a aposentada de 59 anos.

O engenheiro Rubens de Oliveira esteve no cemitério para visitar o túmulo da mãe, falecida há pouco mais de três anos. Ele conta que a data é importante para manter viva a memória dos entes queridos que já partiram. “Trata-se de um dia pra lembrarmos com carinho todos os dias que vivemos ao lado dela. É um dia triste, mas também de boas lembranças”, afirma.

Por volta das 10h, cerca de 3 mil pessoas participaram da missa celebrada por dom Moacyr José Vitti e pelo padre Reginaldo Manzotti, na Praça Sagrado Coração, em frente ao cemitério.

Comércio

Alguns vendedores ambulantes aproveitaram o grande movimento nos cemitérios para faturar um dinheiro extra. É o caso de Mario Laureando do Nascimento, que passou o feriado vendendo artigos religiosos em frente ao Cemitério do Água Verde. Ele trabalha para uma instituição religiosa e conta que é a primeira vez que trabalha como vendedor na data. “Nunca tinha vindo, mas gostei. O movimento é bom. Além disso, estamos aqui pra oferecer algo que muitas vezes a pessoa esquece em casa, então acabamos ajudando os visitantes”.