O programa Paraná Mais Cidades vai repassar R$ 500 milhões aos municípios do estado para fomentar o desenvolvimento sustentável e o crescimento econômico. O orçamento é composto por R$ 250 milhões do Tesouro Estadual e R$ 250 milhões da sobra orçamentária do Legislativo.

Esta é a segunda edição do programa e tem o aporte 42% maior que o investido no ano passado, cujo valor foi de R$ 351 milhões. O programa é gerido pela Casa Civil e conta com a participação direta dos deputados estaduais na indicação dos investimentos. Todos têm o direito de elencar prioridades.

LEIA TAMBÉM:

>> Vereador lamenta morte do pai e lembra que ele usava e defendia o kit covid

>> Ônibus continuam lotados em Curitiba na pandemia, aponta TCE

Ratinho Junior disse que é o maior programa da história do Paraná de repasses a fundo perdido indicados pelos deputados estaduais. “Esse elo com os deputados é uma determinação. Só assim vamos alavancar empregos. Ouvimos as maiores demandas dos prefeitos e construímos um programa com menos burocracia para que os investimentos cheguem mais rápido na população”, ressaltou.

Guto Silva, chefe da Casa Civil e coordenador do programa, destacou que dificilmente outro estado terá meio bilhão para investir nos municípios diante do cenário de pandemia e crise fiscal. Ele calculou o impacto do programa em pelo menos 10 mil empregos diretos, fora os indiretos na cadeia de construção civil e do comércio.

Leia a matéria completa na coluna do Roger Pereira, na Gazeta do Povo.