Foto: Orlando Kissner/SMCS
Obras foram feitas nos bairros que participaram da ação.

Implantado em junho, o Mutirão da Cidadania, que contou com o apoio do Grupo Paulo Pimentel (GPP), fecha o ano com um saldo de 150 mil atendimentos em sete regionais de Curitiba – CIC, Cajuru, Bairro Novo, Portão, Boqueirão, Boa Vista e Pinheirinho. Além do atendimento direto ao cidadão, com serviços de todas as áreas da administração municipal, o mutirão representou também o investimento de R$ 3,5 milhões em obras e melhoria da infra-estrutura urbana.  

O prefeito Beto Richa afirma que o mutirão permitiu um avanço no atendimento e na melhoria dos bairros. ?O programa leva a estrutura da administração municipal para perto do cidadão, principalmente para regiões que mais precisam de atenção. O Mutirão da Cidadania é um conjunto de obras, serviços, ação social e entrega de equipamentos?, define o prefeito.

O mutirão, que vai continuar no ano que vem, mudou o perfil de bairros por onde passou, melhorando a qualidade de vida dos moradores. Dirceu de Matos, administrador da regional CIC, disse que com o mutirão foi possível atender a mais da metade das solicitações da comunidade local. Na CIC, os serviços se concentraram nas áreas de maior demanda: Caiuá, Sabará e Diadema. Só no setor de iluminação pública, foram atendidos 600 pedidos. ?Depois que o programa passou pelos bairros da regional Cajuru, foi possível planejar uma série de pequenos mutirões?, diz o administrador regional Cesário Ferreira Filho. ?Além disso, houve uma mudança de cultura na comunidade, que passou a conhecer melhor a estrutura da Prefeitura. Muitas vezes o cidadão não tem idéia da variedade de serviços que o município presta?.

?No Bairro Novo, as pessoas percebem as melhorias quando transitam pelas ruas dos bairros?, conta a administradora regional Elci Sfredo. ?Nesses 18 meses da administração Beto Richa tivemos uma boa integração com a comunidade, mas a passagem do Mutirão da Cidadania ajudou a aproximar ainda mais a população da Prefeitura?, acrescenta.

Na regional Portão foram feitos 40 mil atendimentos, a maioria na área de saúde: 1.327 exames, 800 orientações sobre nutrição e 800 avaliações físicas, em parceria com a Secretaria do Esporte e Lazer.

Em setembro, na regional Boqueirão, foram asfaltados ou revitalizados 2.500 metros de ruas e recuperados outros 45 quilômetros. Na Rua Paulo Setúbal, importante via de ligação entre o bairro Xaxim e a BR-476, foram revitalizados 1.700 metros – no trecho entre a Rua Waldemar Loureiro de Campos e a Antônio Rebelatto -, um investimento de R$ 300 mil. ?Graças ao mutirão, foi possível atender vários pedidos feitos pela comunidade ao longo deste ano. Isso comprova que a gestão Beto Richa é democrática e busca ouvir os anseios da comunidade, discutindo com a população as prioridades de cada região?, avalia o administrador regional Pablo Morbis.

Na regional Boa Vista foram 16 mil atendimentos ao cidadão. Entre as obras, a pavimentação da Rua José de Oliveira Franco, uma das mais importantes da região. Com o início da obra, a Prefeitura atende a uma reivindicação que a comunidade vinha fazendo há 12 anos. O investimento de R$ 180 mil inclui drenagem, colocação de meio-fio, implantação de revestimento em asfalto e nova sinalização.

No Pinheirinho, que encerrou a programação do mutirão, na semana passada, foram 45 mil atendimentos, mais de 5 mil só na área de saúde. Além da prestação de serviços, obras e inaugurações mobilizaram a Administração Regional Pinheirinho. Foram 2.500 metros de pavimentação de ruas, 1.280 metros de calçadas, 400 metros de meio-fio, serviços de drenagem, iluminação, limpeza e roçada.

Durante a semana do mutirão o prefeito Beto Richa entregou à população da regional Pinheirinho o Armazém da Família Santana, no Campo de Santana, e o Centro de Referência da Assistência Social (Cras), na Vila Monteiro Lobato. (SMCS)