Quem olha para o céu após o pôr-do-sol tem boas chances de conseguir enxergar a nave espacial Atlantis e a Estação Espacial Internacional. Até domingo, elas estarão voando próximas uma da outra, a uma altitude de 360 quilômetros, podendo ser observadas a olho nu.

O astrônomo e diretor do Observatório Astronômico e Planetário do Colégio Estadual do Paraná, José Manoel Luís da Silva, informa que a nave e a estação podem ser facilmente identificadas em noites de céu estrelado.

“Não há como confundi-las com um avião, que deixa um pisca-pisca de defesa no céu. A Atlantis e a Estação podem ser identificadas por um brilho bastante intenso, constante e que atravessa o céu em poucos minutos, com grande velocidade. Mesmo uma pessoa leiga é capaz de identificá-las, pois são de grande beleza. Porém, é preciso que o céu esteja bastante limpo”, afirma. Embora a visualização possa ser feita sem problemas a olho nu, um binóculo pode ajudar os observadores a obterem uma melhor imagem.