O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou, nesta quinta-feira (30), em Porto Amazonas, nos Campos Gerais, da inauguração da unidade paranaense da PremieRpet, empresa líder brasileira no segmento de alimentos de alta qualidade para cães e gatos. É a maior fábrica de pet food da América Latina e recebeu investimentos que ultrapassam a R$ 1,1 bilhão. Nesta fase, são gerados 350 empregos diretos e 700 indiretos.

A instalação do empreendimento no Paraná recebeu o apoio do Governo do Estado, por meio do programa de incentivos fiscais. A nova unidade integra o montante de R$ 120 bilhões em investimentos privados em novas plantas ou expansão de indústrias do Paraná, desde o início de 2019.

LEIA TAMBÉM:

>> Engorda de Matinhos já apresenta primeiros resultados em maré cheia; assista!

>> Volvo vai investir R$ 881 milhões em Curitiba, em modernização da fábrica e novos produtos

“É uma transformação regional, pois estamos falando da maior planta de produção de rações da América Latina”, disse o governador. Segundo ele, o projeto influenciará diretamente no desenvolvimento dos Campos Gerais, fomentando o comércio e o setor de serviços em geral. “As cidades precisam de incentivos para alavancar sua economia e oferecer melhor qualidade de vida para a população. O Estado tem como missão atuar para dar esse suporte”, destacou.

Ratinho Junior salientou que a geração de emprego e renda é uma bandeira defendida pelo Governo do Estado. O Paraná, como apontou, é atualmente o quarto estado com maior geração de emprego do País. São 75.990 postos formais criados ao longo dos primeiros cinco meses de 2022, o melhor desempenho da região Sul. “No ano passado, o Paraná atingiu a marca recorde de postos de trabalho com carteira assinada. Foram mais de 170 mil vagas disponibilizadas para os paranaenses, um feito inédito”, disse o governador.

A localização de Porto Amazonas é estratégica, pois o município fica próximo de fornecedores de proteína e grãos e de grandes centros consumidores. Possui malha rodoviária consolidada e de fácil acesso às áreas portuária e ferroviária, apresentando condições favoráveis tanto para receber matérias-primas importadas, que compõem a formulação dos alimentos, como para a expansão do negócio. 

“Nosso município tem 5 mil habitantes, portanto os empregos gerados com essa estrutura representam cerca de 20% da nossa população. É uma mudança drástica na nossa rotina”, explicou o prefeito de Porto Amazonas, Elias Jocid Gomes da Costa.

Produção

A fábrica paranaense da PremieRpet começa a produzir após três anos de obras e investimentos, concretizando o maior e mais tecnológico polo industrial da América Latina do segmento. A PremieRpet é detentora das marcas PremieR, Golden e Vitta Natural. De acordo com o presidente da empresa, Fabio Maluf, com essa nova operação o grupo mais do que dobra a sua capacidade produtiva de alimentos secos. Ele destacou o apoio do Governo do Estado. “Não mediu esforços para que pudéssemos instalar nossa indústria no Paraná”, afirmou.

Eduardo Bekin, presidente da Invest Paraná, agência que realiza a prospecção de novos investimentos no Estado, explicou que o Governo foi procurado pelos representantes do empreendimento logo no início da gestão do governador Ratinho Junior, em 2019. “Foi o primeiro protocolo que começamos a trabalhar. Inicialmente previa o investimento de R$ 170 milhões, mas ao longo do tempo foi expandindo e chegou ao montante de R$ 1,1 bilhão, mudando a realidade da cidade e da região”, disse.

Sustentabilidade

Com linhas de extrusão tecnológicas e laboratório exclusivo com alta capacidade de análises, a unidade fabril tem 92 mil metros quadrados de área construída e capacidade de produção de 660 mil toneladas de alimentos para cães e gatos ao ano. “Em uma área total de 1 milhão de metros quadrados, a planta está preparada para atender novas demandas de expansão”, disse o diretor industrial, Cássio Macedo da Costa.

A fábrica de Porto Amazonas foi planejada para receber a certificação Leed Gold, principal selo que reconhece edificações verdes que seguem padrões internacionais. O selo Leed é a comprovação de que a empresa contemplou uma série de requisitos necessários no processo de construção da fábrica: localização e transporte, espaço sustentável, eficiência do uso da água, energia e atmosfera, materiais e recursos, qualidade ambiental interna, inovação de projeto e atendimento a prioridades regionais.

Inaugurada em 1995, a PremierPet foi a primeira empresa a fabricar alimentos naturais super premium para cães e gatos no Brasil. A PremieRpet atualmente reúne em seu portfólio mais de 300 itens das categorias super premium, premium especial e premium.

Pantanal

Tibério proíbe Muda de falar com Alcides

Além da Ilusão

Úrsula rouba o bebê de Heloísa

Novidades

Comédia com Paulo Gustavo e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix, confira!

Carreira

Ganhadora do prêmio de pior atriz a vida rodeada de polêmicas, quem é Anne Heche?