Foto: Lucimar do Carmo/O Estado
Dom Dirceu Vegini: desafios.

Apresentado ontem o novo bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba. Dom Dirceu Vegini, que inicia suas atividades no próximo dia 11, foi acolhido em missa solene pelo arcebispo metropolitano, dom Moacyr José Vitti, na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.

O arcebispo explicou que há cinco anos a arquidiocese vem reivindicando dois novos bispos auxiliares para conseguir fazer o atendimento às comunidades e pastorais com mais eficácia. ?Assim, recebemos dom Dirceu com muita alegria, fraternidade e carinho. É um presente para nossa arquidiocese?, disse dom Moacyr, para depois explicar que o bispo auxiliar tem a mesma missão dos bispos. ?É o sucessor dos apóstolos, o pontífice, o mestre.?

Padre há 22 anos, 18 dos quais dedicados à paróquia de Colorado, na Diocese de Apucarana, norte do Estado, dom Dirceu foi nomeado pelo papa Bento XVI no dia 15 de março e ordenado bispo no início de junho. ?Recebi o convite do Núncio Apostólico (representante do papa no País, dom Lourenço Baudisseri) com muita surpresa e minha reação foi a mesma dos profetas: arranjei várias desculpas e disse que não era a pessoa mais indicada para a função. Mas ele respondeu: ?mas foi você que Deus escolheu?, então não pude dizer não a um chamado de Deus?, comentou.

Dom Dirceu, que será o bispo referencial da comunicação na Arquidiocese de Curitiba, contou que está ciente dos desafios que terá pela frente e disse ter como missão ajudar a comunidade a crescer na fé, no amor e na esperança.

Nascido em 14 de abril de 1952, em Massaranduba (SC), dom Dirceu entrou no Seminário dos Padres Salesianos em 1965. Cursou Filosofia na Faculdade Associada do Ipiranga de 1974 a 1976, como seminarista do Instituto Missões Consolata e, entre 1979 e 1982, fez o curso de Teologia da Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma. Recebeu a sagrada ordem do diaconato em 1983 e foi ordenado sacerdote no dia 21 de janeiro de 1984, e incardinado na Diocese de Apucarana. Em março de 1988, assumiu o ofício de pároco da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, em Colorado, onde esteve até ser nomeado bispo auxiliar.