Chuniti Kawamura / O Estado do Paraná
Mesmo com o dia escuro, muita gente foi
matar a saudade do mar em Guaratuba.

O tempo nublado não tirou a animação de quem escolheu o litoral paranaense como destino neste feriadão de 7 de Setembro. Algumas pessoas fugiram do movimento intenso nos dois primeiros dias do recesso, preferindo descer para as praias apenas no domingo e ontem pela manhã.

A dona-de-casa Elizabeth Avelar e a sua filha Fernanda, de Curitiba, viajaram para Caiobá com toda a família. Para elas, o tempo fechado e a temperatura amena afastaram o divertimento na areia e no mar. “Mas para caminhar está bom. Também está gostoso para andar de bicicleta”, afirmou Elizabeth. De acordo com ela, fica praticamente impossível andar na orla no final da tarde, por causa do intenso tráfego de pessoas.

O operador logístico Jaílson Santos, que trabalha em Curitiba, visitou ontem, pela primeira vez, o litoral do Paraná. Como na capital o dia estava muito quente, com céu limpo, ele se decepcionou ao encontrar o tempo nublado em Caiobá. “Mesmo assim, dá para aproveitar”, comenta. O show da cantora Ivete Sangalo, que aconteceu ontem na Praia Brava, foi o maior atrativo para a viagem. “Dependendo como for, vou terminar o feriado aqui, pois estou gostando bastante”, completou Santos.

O programa para quem está nas cidades litorâneas é sempre o mesmo e, neste feriado, não foi diferente. Depois de freqüentar a praia e fazer exercícios físicos pela manhã, a pedida para o final do dia é passear pelos bares e lanchonetes à beira da praia. “Eu sempre freqüento os barzinhos e quiosques. É muito bom para encontrar os amigos e colocar o papo em dia”, diz a estudante Emanuele Côrtes Carnasciali.

Muita gente que desce para o litoral busca descanso, a fim de renovar as energias até o final do ano. Regina Scharppe da Rocha Loures, formada em Direito, está concentrada na Praia Mansa, em Caiobá. Ela acredita que quem deseja tranqüilidade, encontra nessa parte da cidade. “Já na Praia Brava fica complicado, pois é muito barulho à noite, com movimento de pessoas até tarde. Acho que também preferem curtir o feriado”, explica. Para ela, este 7 de Setembro está melhor do que os outros anos. “O feriado nessa época chove ou venta muito. Como até agora não aconteceu isso, está tudo bem. Mesmo assim, tem sempre que levar uma peça de roupa mais quente”, conta Regina.

As praias paranaenses não atraíram somente curitibanos. O casal Simone Gonçalves e Valdoir Bevilaqua é proveniente de Ponta Grossa, e escolheu Guaratuba como destino neste feriado: “Pensamos que teria muito mais gente do que vimos até este momento, mas o movimento está grande”, avalia Valdoir. Eles viajaram com um grupo de amigos e estão conseguindo aproveitar os dias de folga. “O sol não está muito quente, o que ajuda bastante a aproveitar”, relata Simone. Já a vendedora Michele Berti, de Jandaia do Sul, que viajou seis horas para chegar em Guaratuba, esperava muito mais do tempo. Ela queria muito calor. “Como não dá para entrar na água gelada e ficar tomando banho de sol, o nosso passatempo é comer”, afirma.

Congestionamento

Michele vai voltar para a cidade de origem hoje à tarde, e já está esperando um grande congestionamento. “Pelo menos até Curitiba o movimento será muito grande”, prevê. Mesmo assim, ela está disposta a enfrentar horas de espera. O casal João Marcelo e Ana Paula Ramos, da capital, gastaram quatro horas no sábado para descer até Guaratuba. “Realmente, demorou muito para chegar aqui, mas está valendo muito a pena”, resume Ana Paula. Eles voltam hoje à tarde e acreditam que precisarão da mesma paciência que tiveram no início do feriadão.