O clima em Umuarama, no noroeste do Paraná, é de tensão nesta quinta-feira (1.º). Dois ônibus do transporte coletivo foram incendiados por criminosos. Segundo a polícia, os bandidos agiram em represália à morte de um garoto de 16 anos, baleado por policiais militares durante uma abordagem na madrugada. Comerciantes da cidade informaram que foram ameaçados por bandidos e tiveram de fechar as portas mais cedo.

“Um marginal passou aqui e disse que era para gente ir para casa que a coisa ia fica feia. A cidade inteira está com medo”, disse uma lojista, que preferiu não ter o nome divulgado.

Incêndios

Conforme a polícia, os coletivos foram invadidos por homens encapuzados. Eles carregavam galões com combustível e depois de obrigar o motorista e os passageiros saírem, iniciaram os incêndios.  Um ônibus foi atacado no Conjunto Sonho Meu e o outro no Parque Dom Pedro II. Ninguém ficou ferido.

A empresa responsável pelos coletivos, a Viação Umuarama, retirou todos os veículos de circulação. A prefeitura determinou que algumas linhas voltassem a funcionar e oito delas deveriam ser reativadas, porém, com horários diferentes.

Diversas unidades policiais de cidades vizinhas como Maringá, Cianorte, Campo Mourão e Cruzeiro do Oeste foram deslocadas para dar apoio.

Parte do comércio fechou as portas mais cedo. Foto: Colaboração
Parte do comércio fechou as portas mais cedo. Foto: Colaboração