Desde o dia primeiro de dezembro, os pais estão fazendo fila na porta dos Centros de Educação Infantil, em São José dos Pinhais. Na próxima segunda-feira começa a matrícula para crianças com idade entre zero e seis anos. Eles temem que faltem vagas. Segundo a diretora do Departamento de Educação Infantil, Iara Singer Varela, deve faltar vaga mesmo. A Prefeitura consegue atender hoje apenas 70% da demanda que procura o serviço.

Iara comenta que o problema ocorre devido ao crescimento acelerado da população. Segundo ela, todo dia chegam mais de 40 famílias vindas de outros lugares para morar na cidade. Hoje existem 6,5 mil vagas, das quais 4,2 mil estão sendo abertas, já que boa parte das crianças migrou para o ensino fundamental.

Para o próximo ano, o sistema vai ganhar uma folga. Serão criadas mais mil vagas com a abertura de mais cinco centros, cuja inauguração está marcada para 15 de dezembro. Os bairros que apresentam uma demanda maior são Borda do Campo, Planta São Marcos e Afonso Pena.

Segundo Iara, não há outra alternativa. Quem quiser a vaga terá que dormir na fila até segunda-feira (6). A Prefeitura optou por não fazer um cadastro para evitar que as pessoas ficassem tanto tempo esperando. "Achamos esse sistema mais transparente", argumenta.