Além do susto, não foi registrado
nenhum incidente.

O tremor de terra que os moradores de Matinhos e Guaratuba, no litoral do Estado, sentiram no sábado foi provocado por pequenas acomodações de blocos de rocha. Segundo Edurado Salamini, professor de Geologia na área de Geotectônica, o evento é normal e os moradores não precisam ficar preocupados.

Por volta de 12h30, os moradores das duas cidades sentiram o chão tremer, acompanhado de leve barulho. Segundo informações do sargento Martins, do Corpo de Bombeiros de Matinhos, a população chegou a achar que poderia ser uma explosão de bujão de gás ou em pedreira próxima do local. Mesmo com o tremor nenhum incidente foi registrado e nenhuma casa apresentou rachaduras.

O professor explica que a intensidade do abalho sísmico deve ter ficado bem abaixo de 4 graus da escala Richter, que vai até 9. Acima disto teriam sido registrados queda de quadros e copos, vidros quebrados e em rachaduras em casas com estrutura mais precária.

O professor diz que o evento é comum e vários deles acontecem, mas as pessoas nem chegam a perceber. Conta que, com a intensidade deste, quatro tremores foram registrados desde 1800. Dois no início do século XIX e um na década de 1940. Ele explicou que dois blocos estavam se comprimindo, gerando uma tensão na crosta terrestre e, agora, a tensão foi dissipada. Ele acha pouco provável que o evento se repita tão cedo. Ontem o Corpo de Bombeiros de Matinhos ainda recebeu ligações de gente preocupada com o tremor.