Com mais uma aceleração da transmissão de coronavírus, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) teve de abrir mais 51 leitos exclusivos para Covid-19 no Paraná. São 45 vagas de enfermaria e seis de UTI. Os leitos de enfermaria estão distribuídos com dez vagas para três Curitiba, Nova Tebas (região Central) e Arapongas (Norte), além de 15 em Paranavaí, no Noroeste. Já os seis leitos intensivos serão todos em Arapongas.

LEIA TAMBÉM

> “Brasil poderia ser o primeiro país do mundo a começar a vacinação”, diz diretor do Butantan

Ratinho Jr promete “pegar pesado” no combate a festas clandestinas

>  De saída? Márcia Huçulak desabafa sobre pandemia em Curitiba: “Queria estar muito longe daqui”

Agora, o Paraná tem 4.791 leitos exclusivos para tratamento de Covid-19. São 1.944 vagas de UTI e 2.847 de enfermaria. O estado está com 94% de ocupação dos leitos intensivos e 83% de enfermaria. Em Curitiba, os hospitais da rede pública que tratam coronavírus entraram em colapso. Terça-feira todas as vagas de enfermaria ficaram lotadas e na quinta foi a vez dos leitos de UTI se acabarem.

“Apesar de todos os esforços do governo no sentido de ampliar a oferta de leitos exclusivos para a Covid-19, a mão de obra e os insumos, como medicamentos, são finitos. Por isso a população precisa continuar com as medidas preventivas: uso de máscara de proteção individual, higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel 70% e distanciamento social”, reforça o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, à Agência Estadual de Notícias.