O governo do Paraná quer intensificar a campanha de vacinação contra covid-19 no Estado. Para isso, lançou o programa Vacina Domingo a Domingo, que consiste, entre outras medidas, segundo confirmação do Ministério da Saúde, o recebimento de 300 mil doses por semana a partir de abril. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, no recebimento de 227 mil doses no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar).

Segundo o governador Ratinho Jr, o Ministério da Saúde garantiu um cronograma de recebimento de doses mais frequente e constante. “Municípios que puderem poderão fazer esse programa. A ideia é desovar a vacina, distribuir a vacinação e fazer com que o máximo de pessoas possam ser vacinadas o mais rápido possível”, disse o governador.

O programa, porém, depende do cronograma de vacinação do Ministério da Saúde (MS). “O cronograma, em princípio, que está sendo apresentado pelo MS com os laboratórios é que o Paraná possa ter agora, semanalmente, lotes de 300 mil doses. Vamos entrar num ritmo de produção de escala na vacinação aqui do estado, o que é muito importante”, disse o governador no recebimento das doses.

Idosos, educadores e policiais

Além disso, o governador Ratinho Jr anunciou os próximos passos da vacinação do Paraná, incluindo servidores da educação e da saúde pública. “A ideia é fechar abril com a vacinação de todos os idosos do grupo de risco. Vacinando pessoal acima dos 60 anos, os demais grupos, em especial da educação e os profissionais de segurança como policiais”, disse.