Em uma semana, o Paraná registrou 503 novos casos e duas mortes causadas pela dengue. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgado nesta terça-feira (9). Com isso, os números acumulados da doença no estado sobem para 3.927 casos confirmados e 9 óbitos.

LEIA TAMBÉM – Curitiba anuncia, nesta terça-feira, novo decreto com medidas contra a pandemia de covid-19

O documento mostra ainda que mais sete municípios identificaram ocorrências da enfermidade – são 223 desde o início do atual ciclo de monitoramento, em agosto do ano passado.

Os dois novos óbitos são de uma mulher de 23 anos e um homem de 36 anos, moradores de Paranaguá. As mortes datam de 18 e 24 de fevereiro, respectivamente.

LEIA AINDA – Paraná atinge a maior transmissão de covid-19 do país na véspera de flexibilizar restrições

Esse é o maior aumento do número de casos em informes da Sesa. Até por isso, o governo do Paraná insiste para que a população contribua eliminando criadouros do mosquito Aedes Aegypti. Segundo a pasta, 90% desses criadouros se encontram em quintais e locais privados. No ano passado, o estado viveu sua pior epidemia de dengue, com 227 mil infectados e 177 mortes.