Mais de 7,5 milhões de doses já foram aplicadas na população paranaense e agora o Estado ocupa o quinto lugar entre os que mais vacinaram contra o coronavírus em números absolutos. Apenas São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Bahia estão na frente do Paraná.

Levando a estimativa populacional, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Paraná tem cerca de 11,5 milhões de habitantes. Levando em consideração os dados do Ministério da Saúde, o Estado já vacinou 50,3% da população com ao menos uma dose.

LEIA TAMBÉM:

>> Intervalo da vacina da Pfizer deve ser reduzido de 3 meses para 21 dias

>> Paraná vai receber remessa com quase 650 mil doses para 1ª e 2ª aplicações

7.539.214 vacinas foram aplicadas no Estado até agora, com 5.503.664 pessoas que receberam a primeira dose e 2.035.550 paranaenses totalmente imunizados, ao tomarem a dose de reforço ou o imunizante de dose única.

Com esses números, 66,5% da população adulta recebeu ao menos uma dose e quase um quarto dos paranaenses com mais de 18 anos já completaram o ciclo vacinal.

“Seguimos com nosso objetivo de criar esse escudo de proteção que a vacina oferece e ampliar, a cada dia, o número de paranaenses vacinados. Quando o grupo de pessoas imunizadas aumenta, diminui a transmissão e a contaminação geral da população”, afirma o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “A vacinação tem sido o principal instrumento de defesa nesse momento, é isso que vai nos dar a condição de superar essa dificuldade do coronavírus”.

A campanha de imunização, porém, deve atingir neste momento apenas a população maior de 18 anos, que é de 8.714.136 pessoas. A previsão do Governo do Estado é que 80% desse público receba ao menos uma dose até o final de agosto, chegando a 100% até o fim de setembro.

Vacinação da população geral

O Paraná é o terceiro estado que mais vacinou a população geral, fora dos grupos prioritários, público que lidera as aplicações no Estado. Foram 2.311.613 de doses administradas nesse grupo, com 2.278.633 pessoas com idade entre 18 e 59 anos que receberam ao menos uma dose de imunizante. Já entre os idosos, 1.825.719 de pessoas com 60 anos ou mais foram vacinadas, sendo que 74,4% delas completaram o ciclo vacinal.

Também foram aplicadas 561.040 doses em pessoas com comorbidades, 82.668 doses em gestantes e puérperas, 64.926 em idosos institucionalizados, 51.690 em pessoas com deficiência, 26.447 na população privada de liberdade, 19.200 doses em indígenas, 8.580 em quilombolas, 3.780 em pessoas em situação de rua, 3.388 em pessoas com deficiência institucionalizas e 2.834 na população ribeirinha.

Entre as categorias profissionais incluídas entre os grupos prioritários, por estarem mais expostos ao coronavírus, foram administradas 757.408 doses em trabalhadores da saúde – 449.490 profissionais vacinados, sendo que 67,7% deles com a duas doses. Também foram aplicadas 231.412 em trabalhadores da educação básica; 88.625 em caminhoneiros, sendo que 78.705 receberam a dose única; e 34.462 nas forças de segurança e salvamento.

Foram administradas, ainda, 33.516 doses em profissionais da educação superior; 15.974 nos trabalhadores do transporte coletivo (13.697 dose única); 15.176 trabalhadores da limpeza; 13.020 em portuários; 10.425 nas Forças Armadas; 6.154 em trabalhadores industriais; 4.629 em funcionários do sistema penitenciário; 4.241 em profissionais do transporte aéreo; e 2.767 em trabalhadores do transporte ferroviário e aquaviário.

Três municípios estão com vacinação acima de 70% da população geral (Pontal do Paraná, Barra do Jacaré e Maringá) e 32 acima de 60% (com Guaraqueçaba, Santa Cecília do Pavão, Nova Santa Bárbara, Matinhos e Nova Aliança do Ivaí na liderança).