Doações feitas por empresários à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) permitirão a abertura de 40 a 70 leitos para o enfrentamento da covid-19 no Paraná. Segundo a Sesa, foram recebidos ventiladores e monitores, o que poderão ajudar o estado a enfrentar a pandemia de covid-19, que tem ao menos 5.484 pacientes graves com a doença.

“Seguindo o que foi proposto pelo governador Ratinho Junior, a Secretaria da Saúde já ativou 73 UTIs e 60 enfermarias desde sexta-feira, nos aproximando dos 200 leitos de terapia intensiva que pretendemos colocar em funcionamento nos próximos dias”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Segundo o secretário, “estes equipamentos irão possibilitar a abertura de mais da metade desta proposta, ampliando a rede de atendimento e dando suporte para as unidades. Graças à estas doações, muitas vidas serão salvas”, disse.

Após a entrega destes equipamentos a secretaria irá avaliar a necessidade de cada região e a possibilidade de ampliação nas unidades para destinar as doações. “Alguns equipamentos já possuem um destino definido pela instituição que doou, mas a maioria deles deve ser enviada, dentro da nossa estratégia, para as regiões mais afetadas com o aumento no número de internamentos, que neste momento seria a Região Oeste do Estado e também a Macrorregião Leste”, explicou o secretário. As doações incluem ventiladores, monitores simples e monitores com capnografia e somam aproximadamente R$ 3,8 milhões.

Leitos no Paraná

Atualmente, o Paraná conta com 4.581 leitos exclusivos para o atendimento Covid-19, sendo 1.734 leitos de UTI adulto e pediátricas e 2.847 enfermarias também adulto e pediátricas. Destes, 398 UTIs e 935 enfermarias foram ativadas somente no mês de março. O Estado já realizou 101 ampliações em 24 dias.

Quem ajudou

A Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar) uniu doações do Grupo Positivo, Ademicon, Renault, Ebanx, Electrolux, Grupo Servopa, W Invest e Grupo Boticário por meio do projeto O Amor Contagia.