O Paraná deve receber, entre esta semana e a próxima, cerca de 200 mil doses de vacinas contra covid-19. São doses divididas entre Oxford/Astrazeneca e Coronavac, fabricada pelo Butantan. As doses são de extrema importância, pois a doença avança no Paraná e em Curitiba, ainda mais que muitas cidades, como a capital, tiveram que suspender a vacinação dos idosos por causa da falta de doses.

+Leia mais! Com hospitais lotados, Paraná corre para ativar leitos covid-19 e evitar o colapso

Segundo Beto Preto, secretário de saúde do Paraná, as primeiras doses chegam entre quarta e quinta-feira desta semana. “Temos uma informação de que até quarta ou quinta-feira devemos ter um lote entre 90 e 100 mil doses da vacina da Oxford/Astrazeneca. Além disso, no início da próxima semana um pouco mais de 100 mil doses da vacina do Butantan, da Coronavac, devem chegar ao Paraná”, disse o secretário.

A campanha de vacinação precisa ser retomada com urgência no Paraná, pois a ocupação de leitos de UTI já estão em 100% em pelo menos quatro locais que tratam de pacientes com covid-19 em Curitiba, que registrou uma alta de 400 novos casos ativos de coronavírus, segundo boletim desta segunda-feira.