O governador Orlando Pessuti reuniu-se nesta segunda-feira (12) em Luanda, com os ministros da Educação, Pinda Simã, e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Angola, Francisca do Espírito Santo. No encontro, discutiram parcerias para o suporte tecnológico das universidades estaduais do Paraná à implementação de pólos de ensino à distância em Angola.

“Estas parcerias possibilitarão um trabalho inédito com as 18 províncias de Angola. O país tem um projeto de regionalização das universidades federais. A ação, apresentada pela ministra Francisca, é similar à atuação regionalizada de nossas universidades. Colocamos à disposição deles o programa Universidade Sem Fronteiras, para a elaboração de políticas de extensão universitária”, falou o governador.

Pessuti e os ministros angolanos também discutiram a oferta de cursos para a educação de jovens e adultos, além de ensino profissionalizante de nível técnico à distância, com possibilidade de certificação pela Secretaria de da Educação do Paraná.

“Tivemos orgulho em apresentar os bons resultados do Paraná no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Os índices positivos são resultado de nossas políticas educacionais”, lembrou Pessuti.

O Paraná também propôs o aproveitamento de materiais didático-pedagógicos de apoio, elaborados pelos professores da rede pública estadual de ensino, para utilização nas diferentes disciplinas da rede pública e privada de Angola.

De acordo com Pessuti, os ministros do país africano demonstraram interesse nas pesquisas produzidas pelo Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Simepar, Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e pelo Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento (Lactec), para ensino angolano.

“Nossa experiência na área da tecnologia tem muito a acrescentar ao país. Técnicos angolanos virão ao Paraná conhecer de perto os trabalhos do Tecpar e do Lactec”, afirmou o governador.

“Cabe aos estados brasileiros buscar parcerias e implementar ações nas áreas de ciência e tecnologia, turismo, educação e comércio. O Paraná estabeleceu importantes trabalhos com o Paraguai, Argentina, França, Uruguai, Canadá e Alemanha. O diálogo iniciado com Angola trará benefícios a ambas as regiões. Foi uma experiência muito rica e que trará resultados positivos nos próximos meses”, avaliou Pessuti.

Após a reunião com os ministros Pinda Simã e Francisca do Espírito Santo, Pessuti e a comitiva paranaense iriam reunir-se com a embaixadora do Brasil em Angola, Ana Cabral Petersen. Na terça-feira (13), o governador reúne-se com a governadora da Província de Luanda, Francisca do Espírito Santo.