O Paraná fechou 2012 com déficit habitacional de 217.701 domicílios. Isso representa uma queda de 4,4% em relação a 2007 (227.794 moradias). Nos últimos cinco anos, a necessidade de residências recuou de 7,1% para 6,1% do total de imóveis existentes no Estado. Os dados constam de levantamento divulgado ontem pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), baseado em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE.

Só na Região Metropolitana de Curitiba, a defasagem caiu de 77.102 para 70.137 moradias no período, o que corresponde a uma diminuição de 9,03%. Esse número absoluto equivale a 32,22% da demanda estadual. Já a proporção de domicílios com déficit habitacional em relação ao total de domicílios apresentou queda de 19,59% – de 8,1% para 6,5%.

Nacionalmente, o estudo mostra que o déficit de 10% do total dos domicílios brasileiros registrados em 2007 caiu para 8,53% em 2012, o que representa 5,24 milhões de residências.