O secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, disse nesta segunda-feira (21) que o Paraná estuda aplicar medidas mais severas no Estado para barrar a disseminação do coronavírus durante as comemorações de final de ano, mais especificamente no Revéillon. Segundo Beto Preto, o governo estuda a implantação de barreiras sanitárias nas estradas que cortam o Paraná.

“Estamos discutindo a possibilidade de barreiras nas rodovias. Ninguém vai ficar proibido de ir ou vir, mas queremos medir a temperatura das pessoas e informar sobre os perigos que estão sendo colocados para as pessoas que saem de seu ambiente natural, de seu grupo familiar mais próximo para outros ambientes”, disse o secretário no Meio dia Paraná, da RPC, desta segunda-feira. “A pandemia apertou”, ressaltou.

A pandemia segue em alta e os dados acumulados mostram que o Paraná soma um total de 367.857 casos e 7.153 óbitos pela doença. A situação preocupa, pois nesse final de semana a polícia acabou com uma festa clandestina em Guaratuba, no litoral paranaense.