A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) pretende aumentar a imunização dos paranaenses contra a covid-19 nesse mês de abril. A expectativa das autoridades do estado é que a aplicação venha a atingir 200 mil pessoas por dia, mas, para que isso ocorra é necessário que mais vacinas cheguem no Paraná. A ideia é que a vacinação ocorra durante o período noturno em algumas cidades, para imunização daquelas pessoas que não podem em horários comerciais.

+Leia mais! Obra de grande porte em adutora gera falta de água até quinta-feira em bairros de Curitiba e região

De acordo com Beto Preto, secretário da saúde do Paraná, o governo estadual acredita que o mês de abril vai dar uma acelerada no número de imunizados, seja para a primeira ou segunda dose.

“Serão 30 milhões de doses em abril para o Brasil inteiro e acredito que para o Paraná vai ser perto de 1,5 milhão de doses. Podemos, com isso, chegar a aplicar por dia 150 a 200 mil pessoas e nos próximos dias iremos vacinar até a meia noite, vamos experimentar isso ao menos um dia na semana. Queremos tirar as pessoas de casa fora do horário comercial, pois às vezes falta alguém para trazer”, disse Beto Preto em entrevista ao telejornal Bom Dia Paraná, da RPC.

Grupos de Segurança

O governo estadual deseja imunizar um boa quantidade de agentes de segurança que estão diariamente nas ruas. “Estamos seguindo orientação do governo federal para que a vacina chegue para quem está na linha de frente da segurança como policiais, bombeiros e defesa civil que está atuando fortemente”, completou Beto Preto.

Um lote exclusivo de 2.277 vacinas destinado a esses profissionais chegou ao Estado na quinta-feira (1) junto com a remessa de mais de 500 mil doses para atendimento dos outros grupos prioritários. Serão vacinados, conforme critério da Saúde, profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Científica, Corpo de Bombeiros, guardas municipais, polícias Federal e Rodoviária Federal e Forças Armadas que atuam no Estado. 

+Leia mais! Paraná anuncia programa com vacina de domingo a domingo e prevê receber 300 mil doses por semana

Dos agentes da segurança estadual, parte já recebeu a primeira dose por atuar na linha de frente do combate ao coronavírus. Foram imunizados 600 profissionais do Corpo de Bombeiros que trabalham em ambulâncias e no Siate. Também receberam a primeira dose profissionais de saúde que atuam dentro da segurança pública no Complexo Médico Penal, no programa de saúde mental e no IML.