A primeira etapa da campanha de vacinação contra poliomielite em 2009 acontecerá neste sábado (20). Neste dia, pretende-se vacinar 775.650 crianças, o equivalente a 100% da população paranaense de até 4 anos de idade, superior à meta do Ministério da Saúde (95%). Às 8h, acontecerá o lançamento estadual da campanha, em São José dos Pinhais. O Paraná não apresenta caso da doença desde 1986, graças ao sucesso das campanhas de vacinação.

A primeira etapa da campanha de vacinação contra poliomielite em 2009 acontecerá neste sábado (20). Neste dia, pretende-se vacinar 775.650 crianças, o equivalente a 100% da população paranaense de até 4 anos de idade, superior à meta do Ministério da Saúde (95%). Às 8h, acontecerá o lançamento estadual da campanha, em São José dos Pinhais. O Paraná não apresenta caso da doença desde 1986, graças ao sucesso das campanhas de vacinação.

“Convocamos todos os pais e responsáveis que levem seus filhos que estão nesta faixa etária à unidade de saúde mais próxima para tomar as duas gotinhas que previnem a paralisia infantil, independente de tê-la recebido anteriormente”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Gilberto Martin. O responsável deve levar a carteira de vacinação da criança, para atualizar doses de outras vacinas que em atraso. “A erradicação da poliomielite depende do comprometimento de cada um”, diz Martin.

Para primeira etapa, 1,5 milhão de doses estarão disponíveis em 7.980 postos de vacinação, das 8 às 17h. A segunda etapa será no dia 22 de agosto. É indispensável que todas as crianças que se vacinaram na primeira etapa recebam novamente a dose.

A poliomielite é transmitida por via respiratória ou pelas fezes contaminadas – nesse caso pode persistir até 17 semanas no ambiente. A doença ataca, principalmente, as pernas e provoca a perda de sensibilidade. Os reflexos dos membros atingidos também são comprometidos. As seqüelas são irreversíveis e a imunização é a única forma de prevenção, uma vez que cria uma barreira imunológica contra o vírus e protege a criança por toda a vida.

Desde 1980, quando o Ministério da Saúde iniciou a campanha anual de vacinação contra a pólio, o Paraná participa da mobilização. Nos últimos anos, em particular entre 2003 e 2008, as médias de coberturas vacinais nas duas etapas variaram entre 100% e 95%. Em 2008 o Paraná vacinou 100% das crianças na primeira etapa e mais de 97% na segunda.