De acordo com o 21.º Boletim Epidemiológico divulgado, nesta sexta-feira (19), pela Secretaria da Saúde, o Paraná tem 19 casos considerados suspeitos pelo Ministério da Saúde (MS) e mais sete em monitoramento pela vigilância estadual.

Doze casos suspeitos e cinco monitorados estão na região de Curitiba. Os outros estão distribuídos por sete regiões do Estado. Dois casos suspeitos estão na região de Toledo e um caso suspeito e outro monitorado estão na de Cascavel. As regiões de Cornélio Procópio, Campo Mourão e Maringá tem um caso suspeito cada uma, e a região de Paranaguá tem um caso em monitoramento.

A maioria dos casos segue o mesmo padrão: são adultos que chegaram recentemente do exterior e tiveram sintomas de gripe, com febre, tosse e dores no corpo. Somente quatro pessoas estão hospitalizadas, o restante está em isolamento domiciliar. Todos se recuperam, já coletaram amostras e aguardam os resultados dos exames.

Descartados

Oito casos divulgados no Boletim Epidemiológico n.º 20 foram descartados, quinta-feira (18), por exames laboratoriais. Três deles eram da região de Londrina, dois de Curitiba, dois de Foz do Iguaçu e um de Maringá. Com os novos resultados, o Paraná passa a ter 60 casos descartados, sendo que 51 foram por exames laboratoriais e nove por critérios clínicos/epidemiológicos.

Apesar de o Paraná ainda não ter nenhum caso de Influenza A confirmado, a Secretaria da Saúde mantém o alerta. Quem chegou do exterior ou teve contato com pessoas vindas de outro país, há menos de 10 dias, e apresentou sintomas de gripe, como febre, tosse e dores no corpo (mialgia) deve procurar a unidade de saúde mais próxima e informar seu quadro clínico/ epidemiológico.